quarta-feira, 19 de novembro de 2014

genética comportamental e psicologia

      A psicologia é a ciência que descreve e explica os processos mentais e os comportamentos humanos. Com este desiderato contribui para a previsão dos comportamentos individuais e para uma maior e melhor compreensão dos mesmos no sentido do prosseguimento daquilo que é comum a todas as ciências, contribuir para uma maior felicidade de todos os seres humanos, nomeadamente pela prevenção e evitamento dos estados mentais de sofrimento e dos comportamentos disfuncionais. 
      No fundo, a psicologia deverá contribuir para a eliminação ou diminuição do sofrimento humano e animal em geral. Como ciência de charneira cujo objeto é de uma extrema complexidade, o ser humano tomado individualmente, tem absoluta necessidade de refletir os conhecimentos e competências de outras ciências, nomeadamente a biologia, que contém a genética e que mais informa a genética comportamental, ramo da psicologia que estuda as influências hereditárias no modo de ser, de reagir e de agir dos seres humanos. 
       Por isso, e dado que muitos dos comportamentos têm uma explicação que em grande medida são determinados pela hereditariedade, à psicologia é necessária a genética comportamental. Para tanto investiga as árvores genealógicas dos indivíduos, as doenças de natureza genética e as características tanto comuns a todos os elementos da espécie humana (hereditariedade específica) como as que são próprias apenas do indivíduo em questão (hereditariedade individual) acerca do qual se pretende conhecer aprofundadamente as raízes do seu comportamento ou do seu estado psíquico.